Diversidade e inclusão no compliance: como implementar?

Diversidade
Diversidade e inclusão no compliance: como implementar?

Cada vez mais estão sendo superadas visões ultrapassadas sobre direitos individuais fundamentais. Tal superação tem proporcionado o avanço dos instrumentos legais, regulatórios e jurídicos utilizados para efetivar direitos, combater crimes e fomentar diversidade e inclusão.

O objetivo deste texto é explicar sobre a importância do desenvolvimento de ações para a promoção da igualdade e da inclusão no programa de compliance. Para isso, vamos destacar como esse pilar adotado por cada vez mais organizações é capaz de afetar o seu desempenho e contribuir para o cenário de transformação social. Quer saber mais sobre o tema? Então, continue a leitura!

O QUE É E QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DE UM PROGRAMA DE DIVERSIDADE?
O preconceito e a perseguição são legados históricos que insistem em persistir na sociedade. Porém, nas últimas décadas, temos observado um despertar para as questões relacionadas aos direitos individuais e coletivos de grupos segregados do convívio social saudável. Essa segregação se origina a partir de preconceitos que, de forma direta ou indiretamente, acabam por gerar falta de oportunidades, sofrimento e limitações. A cada geração, a tolerância com esse paradigma de discriminação aberta ou velada é cada vez menor.

No mundo do trabalho, que, muitas vezes, serviu de palco para escândalos envolvendo situações discriminatórias, o que vemos agora é uma adesão cada vez maior dos valores e de ideais de uma sociedade mais justa e igualitária por meio de políticas de promoção da diversidade e da inclusão. Dessa forma, podemos afirmar que a promoção da diversidade em uma organização está intimamente ligada à sua conduta no mercado em que atua.

Afinal, os valores cultivados em um ambiente de trabalho demonstram a filosofia dos gestores da empresa e geram impactos diretos em sua reputação, na imagem e, consequentemente, também em seus resultados.

Nesse sentido, a equipe de compliance junto com a de Recursos Humanos tem em suas mãos um potencial enorme para poder contribuir para a promoção desses valores. Por meio da criação de programas bem estruturados voltados à diversidade e à inclusão, o compliance pode funcionar como um canal em que essa temática pode ser debatida entre todos os membros de uma empresa. Os resultados dessas ações são imediatos e refletem diretamente nos negócios das organizações.

A melhora do clima organizacional, por exemplo, ajuda a empresa a ganhar mais produtividade e reconhecimento no mercado. Uma equipe mais plural também é uma equipe com um potencial maior de criatividade e de geração de novas ideias, que podem se tornar um trampolim para novos produtos e processos, além de contribuir para a construção de uma sociedade mais igualitária.

COMO IMPLEMENTAR POLÍTICAS DE DIVERSIDADE E INCLUSÃO NA EMPRESA?
A seguir, listamos alguns dos tópicos mais importantes para servir de auxílio na construção de programas de fomento à diversidade, à inclusão e ao respeito aos direitos individuais em programas de compliance. Veja!

Mudanças nos processos de recrutamento
A implementação de políticas de inclusão e respeito à diversidade precisa começar já no processo de contratação. Portanto, é preciso planejar e investir em métodos de recrutamento mais isonômicos. Um exemplo é a análise de currículos feita exclusivamente pela verificação da qualificação e do histórico dos interessados.

Outro método relevante é a “entrevista cega”, em que o participante é avaliado a distância, via internet ou telefone, sem a necessidade da descrição de características relacionadas ao seu fenótipo, ao sexo, à idade etc. Dessa forma, aumentam as chances de que o peso maior das contratações seja realmente composto da qualificação apresentada, da experiência e das habilidades comportamentais necessárias para o cargo.

Redução de desigualdade salarial
Para implementar políticas de inclusão, não há forma melhor de gerar impacto do que sair dos discursos e das normas em papel e adotar exemplos factíveis a todos. Estabelecer políticas de remuneração baseadas exclusivamente na descrição do cargo e no desempenho pessoal é uma dessas maneiras de demonstrações práticas de respeito aos valores da igualdade, da diversidade e da inclusão.

Sendo assim, a organização deve garantir que a remuneração seja meritocrática e exclua qualquer tipo de diferenciação baseada em qualquer outra característica que não seja o resultado que cada indivíduo apresenta. Agindo assim, a empresa gera confiança nos colaboradores de que os seus esforços serão reconhecidos, estimulando entre as equipes uma busca generalizada pelo melhor desempenho.

Realização de eventos e de campanhas de conscientização
Como já diz a máxima: “comportamentos só são mantidos se forem reforçados”. Portanto, é importante estabelecer um calendário em que, de tempos em tempos, sejam realizadas campanhas para a conscientização e para o estímulo de uma mentalidade que valoriza e respeita a diversidade e a inclusão.

É muito importante que eventos desse tipo sejam realizados com a participação da liderança como uma forma de demonstrar um real engajamento não apenas com os benefícios comerciais, mercadológicos ou de imagem que a empresa pode acabar por obter, mas também como uma maneira de apoio e de disseminação da “causa de diversidade e inclusão” de uma maneira geral por toda a sociedade.

Atenção ao clima organizacional
A cultura da empresa se reflete em seu clima organizacional. Sendo assim, é importante lançar mão de ferramentas de pesquisa, satisfação e reconhecimento com o intuito de descobrir se as políticas desenvolvidas sobre a inclusão estão, de fato, surtindo o efeito desejado e transformando o ambiente de trabalho.

Diante disso, é importante reforçar que as ações voltadas à diversidade dentro do compliance da empresa promovem uma melhor qualidade de vida no trabalho, influenciando a motivação do time de colaboradores e aumentando o engajamento junto à companhia.

Monitoramento de índices da empresa
O monitoramento de indicadores de desempenho é a ferramenta ideal para a avaliação dos resultados apresentados em um determinado período. Por se tratar de uma política de gestão, as ações que envolvem a diversidade e a inclusão no compliance também devem apresentar indicadores para que seja possível avaliar o sucesso das iniciativas.

Além disso, também é muito importante estabelecer canais de relacionamento e denúncia nos quais ações antiéticas e que estão fora dos padrões e dos valores da companhia possam ser denunciadas e combatidas antes que assumam maiores proporções.

Até aqui, podemos observar que a temática envolvendo o respeito à diversidade e à inclusão é um tema que veio para ficar no mercado de trabalho e está transformando as relações dentro das empresas e na sociedade como um todo. É importante destacar o papel que organizações desempenham como relevantes agentes de influência de transformação social e, por isso, é fundamental que elas se posicionem e tomem para si essa causa por meio do exemplo em seus próprios processos, como o compliance.

*Fonte: https://lec.com.br/blog/diversidade-e-inclusao/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Conteúdos relacionados