Cultura ESG acompanha os líderes do ranking de reputação corporativa do Merco Brasil 2021

ESG
Cultura ESG acompanha os líderes do ranking de reputação corporativa do Merco Brasil 2021

 

O valor de uma empresa, para uma sociedade, ultrapassa largamente o preço da sua ação, assim como o PIB de um país não reflete o bem-estar dividido. Então é preciso criar novos padrões.”

João Paulo Ferreira, Presidente da Natura e CEO da Natura & Co para a América Latina.

 

Você conhece o Merco Brasil?

Merco Brasil é o Monitor Empresarial de Reputação Corporativa de referência na América Latina que desde 2000, baseando-se nos resultados de seis avaliações e mais de vinte fontes de informação, produz rankings de reputação das empresas.

Em 2013, primeiro ano em que foram produzidos os rankings de reputação do Merco, a Natura conquistou a primeira posição e desde aquele momento se mantém firme na liderança. Em seguida está a Ambev, que ocupa o segundo lugar desde 2018. O Magazine Luíza aparece em terceiro lugar. Não por coincidência, as líderes no ranking de melhor reputação corporativa também lideram o ranking de Responsabilidade ESG. O que isso mostra?

Lylian Brandão, diretora do Merco Brasil, entende que a forma como as empresas foram pontuadas na edição de 2021 se diferenciou um pouco das edições anteriores. Entre os atributos considerados no levantamento – resultados econômicos financeiros, qualidade da oferta comercial, talento, ética e responsabilidade corporativa e dimensão internacional – os resultados financeiros e a qualidade da oferta comercial eram os mais fortes nas edições anteriores, mas na presente edição seu peso diminuiu diante do aumento do peso dos atributos talento, ética e responsabilidade corporativa. Isso indica que o mercado está dando maior atenção aos aspectos ESG – Environmental, Social and Governance (Meio Ambiente, Social e Governança), tendência que parece irreversível.

Lylian Brandão também observa que houve um fortalecimento das empresas digitais, movimento já esperado a partir da pandemia.

O Merco também produz um ranking dos mais admirados líderes e executivos à frente das empresas. Nele, de forma coerente, Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, aparece em primeiro lugar; Jean Jereissati, da Ambev, aparece na sexta posição e João Paulo Ferreira, CEO da Natura & Co. da América Latina, na oitava.

Na edição de 17 de maio de 2022 do Expert Talks, disponível no YouTube, Danniela Eiger,  responsável pelos setores de Varejo na XP Investimentos, conversou com João Paulo Ferreira, CEO da Natura, que corroborou  as impressões da diretora do Merco Brasil sobre os resultados do ranking ao contar  um pouco sobre sua trajetória e sobre a evolução da Natura, que de 2012 para cá se tornou um grupo de fato, e agora opera em mais de 100 países ao redor do mundo, reunindo as marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aeso. Segundo João Paulo, essas quatro marcas têm em comum o objetivo de “transformar indivíduos e transformar a sociedade através do poder da cosmética e das relações.” João Paulo fala, nessa conversa, sobre as aprendizagens resultantes da pandemia. Ele conta que, no primeiro momento, a preocupação da empresa foi contribuir com a sociedade, cuidar das pessoas, proteger os empregos e a geração de renda das consultoras. Quando o isolamento foi mais intensamente necessário, a Natura focou na propagação do conhecimento para que as consultoras aprendessem a usar os ativos digitais, tendência que ele avalia persistir daqui pra frente, ainda que o contato pessoal seja muito necessário nessa área. Por conta do esforço e também das limitações criadas pela Covid, houve grande adesão aos ativos digitais e grande ampliação de colaboradores e o resultado foi que o ano de 2020, extremamente problemático, acabou sendo muito pujante para a Natura.  O grupo cresceu muito na participação no mercado e na força das marcas, até pela atuação institucional, colaborando com a Sociedade (“S” de ESG) em toda a América Latina e garantindo seu lugar no topo do ranking das 100 empresas de melhor reputação.

Para o Merco, “a reputação é uma das principais alavancas de criação de valor e rentabilidade sustentável, principalmente em momentos tão desafiadores.”

 

Neste vídeo de 29/06/2022 o Merco mostra sua metodologia e confiabilidade e apresenta o ranking 2021: https://youtu.be/TjvIhRCACKg

A metodologia completa da Merco e os rankings estão disponíveis no site www.merco.info/br.

Link direto para o ranking: Ranking Merco Corporate Responsibility ESG Brasil

A edição de 17/05/2022 do Expert Talks está aqui: https://youtu.be/tCI2smYg1dQ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Conteúdos relacionados